terça-feira, janeiro 27, 2009

hoje tive um dia daqueles... para o meu quarto não me consumir, eu fiz uma faxina homérica no recinto. fiquei lá a manhã toda, entre paqnos, produtos de limpeza e vassouras. uma belezura. me arrumando para o trabalho descobri que nenhuma das minhas roupas fica bem em mim. nem o vestido novo, nem a calça curinga, nem o sapato que eu amo. nada. lá se foram 45 minutos naquele põe e tira, põe de novo, combina com outro acessório, tira. nisso a organização do roupeiro também foi. saí de óculos de grau, atrasada, e o céu naquele cinza que me arrasa. e o pior: cinza-chuva e eu sem guarda-chuva. um carro passou numa poça e a água respingou em mim: eu, atrasada, de óculos de grau agora respingado de água de rua nojentinha (ecati), me sentindo com uma roupa que não combina comigo e molhada. cheguei no trabalho atrasada e feia e molhada e com vontade de chorar; tinham pego minha cadeira, trocado meu monitor sem me avisar e o monitor substituto não funcionava. eu não chorei até aí (tô fincado forte). fiz um auê com o técnico da informática, que deve ser fã do RBD, achando que tinha colocado moral no negócio, mas ele só veio resolver meu problema mil horas depois. voltei pra casa segurando o choro, me sentindo 'tão só quanto um paulistano' (e eu não recebi um telegrama). mas pensei em ligar para alguém: 'oi, tudo bem? então, sabe o que é, meu dia foi uma bosta, você pode me ouvir?', achei melhor não. pensei em ligar pro cvv, meio deprimente demais. completamente desolé, ainda escuto um sermão de um pedinte porque não quis segurar as figurinhas que ele vendia. sempre seguro, escuto, olho para e ajudo quando posso. mas hoje não, por favor! não consegui nem revidar. cheguei em casa, fiz uma seleção das mais mais para deixar as lágrimas rolarem. deixei as lágrimas rolarem com a água do chuveiro, numa esprança de que isso me limpasse da tristeza. e agora escrevo esse post com uma barra de chocolate que diminui quadrado a quadrado, iluminada pela luz da minha luminária comprada ontem, entregue hoje (acho que comprar uma blusinha teria surtido melhor efeito sobre minha tpm). fica agora minha lista 'a gigi chora ao som de...': (sem ordem de lágrimas por segundo, com nome da música e intérprete. alguns videos são bem toscos, então vale fuçar em outra página enquando o som rola) the blower's daughter - damien rice delicate - damien rice acontece - cartola hy and dry - jorge drexler love is a losing game - amy winehouse time after time - eva cassidy menina da lua - maria rita trocaando em miúdos - chico buarque eu te amo - chico buarque e telma costa can't help falling love - bob dylan un vestido y un amor - caetano veloso home - brian mcknight o mundo é um moinho - ney matogrosso atrás da porta - elis regina sem você - chico buarque bizarre love triangle - frente fields of gold - eva cassidy angel - sarah mclachlan everybody hurts - REM tears an heaven - eric clapton across the universe - fiona apple blame int on my youth - jane monheit bom choro pra você!

8 comentários:

Whateverlyn disse...

Gigis, talbez, e solamente, se você ouvisse umas chororos mais breguês, tipo "encosta tua cabecinha", ou "o telefooooone chora", um risinho de canto teria surgido.
Não?
Não!
Definitivamente.
Melhor chorar sem raiva, e sempre com classe.

Whateverlyn disse...

Volte mais, volte sempre, a casa nunca está tão clara que não possa receber mais luz!

Juliana disse...

parece que to vendo voce chegar (amanha) de manha cedo na nossa sala de aula, sentar na minha frente, virar pra tras pra dar oi com imensos olhos inchados de tanto chorar. tive vontade de pegar um aviao so pra te abracar.

Fran disse...

saudade (como sempre)

Fran disse...

saudade (como sempre)

Marlon disse...

Uma lista que mata qq um mesmo...

Marlon disse...

Acho que no "Un Vestido e un Amor" eu ja nao aguentaria mais... Se bem que as vezes gosto de sofrer. Saber ate onde certas dores tem coragem de me levar...

Quasar disse...

queridaaa, mas que post tão sincero...
a lista é para um coração despedaçado!