segunda-feira, fevereiro 16, 2009

leminski pra semana que começa com chuva.fina.cinza.

'o que uma menina tão pequena faz numa cidade tão grande - leminsk', tava pichado num muro, lá na rua aurora, onde há a carne feminina (e outras) mais barata de são paulo. foi assim que paulo leminski entrou na minha vida. ele é de curitiba, pai polonês e mãe negra (achei uma mistura interessante), nasceu em 44 e tem uns escritos lindos, como os abaixo, porque só com muito leminski pra passar a semana. eu gosto dele até pela caixa baixa: acordei bemol tudo estava sustenido sol fazia só não fazia sentido ------------------------------------------------------------------------------------- isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além ------------------------------------------------------------------------------------- podem ficar com a realidade esse baixo astral em que tudo entra pelo cano eu quero viver de verdade eu fico com o cinema americano ------------------------------------------------------------------------------------- lembrem de mim como de um que ouvia a chuva como quem assiste missa como quem hesita, mestiça, entre a pressa e a preguiça ------------------------------------------------------------------------------------- apagar-me diluir-me desmanchar-me até que depois de mim de nós de tudo não reste mais que o charme

4 comentários:

Evelyn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Whateverlyn disse...

Ah, você não ... Ia postar Hai Kais do Leminski hoje, troquei pela Clarice, mas não deixo de amar esses:

a noite pinga uma
estrela no meu olho
e passa

esta vida é uma viagem
pena eu estar
só de passagem

inverno
é tudo que sinto
viver
é sucinto

Marlon disse...

O problema do Leminski eh que ele vicia... Quando o conheci, tive problemas pra deixa-lo em paz...

Daniel Lacerda disse...

é que sua cidade ficou pequena para uma menina tão grande!