quarta-feira, fevereiro 18, 2009

'em todo tempo ama o amigo...'

o vento soprava fresco na noite quente. de vestidos e casacos, as três relembraram, planejaram, duvidaram e sentiram medo. e a conversa continuou mesmo depois que as palavras não foram mais ditas. sentadas na rua, elas se sentiam em casa por compartilharem dos mesmos ais. e mesmo ali, com o barulho dos carros apressados, são paulo pareceu um bom lugar pra se viver. mais elementos para suas aventuras, e elas seguirão, aguardando as cenas do próximo capítulo, levando o conforto, muitas vezes único conforto, de pertencerem umas as outras. 'em todo tempo ama o amigo, e na angústia nasce o irmão'. provérbios de salomão 17:17. antigo testamento.

2 comentários:

Denise Luque disse...

Gosto das coisas que escreve. Sempre gostei, vc sabe! Gosto de uma pitadinha de poesia em qualquer texto. rs
Beijos e saudade

Erika Horn disse...

Ah!E que conforto meu Deus, o que seria de mim sem ele!Amor maior!